24 dezembro 2005

Tempo de Paz...

Deus meu, neste Natal gostava de poder pendurar na árvore a embelezar e a dar cor e brilho, o nome de todos os amigos que passaram ao longo da minha vida. Para isso escolheria os amigos de perto e os de longe, os antigos e os recentes, aqueles que vejo diariamente e os que vejo ocasionalmente, os esquecidos e os constantes, os das horas difíceis e das alegres, os que sem querer magoei e os que me magoaram, Aqueles a quem conheço profundamente e aqueles de quem conheço apenas a aparência. Os que me devem e aqueles a quem muito devo.
Que os nomes de todos os que já passaram pela minha vida, construam Uma árvore de raízes muito profundas para que os seus nomes nunca sejam arrancados do meu coração, de ramos muito extensos para que novos nomes vindos de todas as partes venham juntar-se aos existentes. Uma árvore de sombras muito agradáveis para que nossa amizade, seja um momento de repouso nas lutas da vida.
Que o Natal esteja vivo em cada dia do ano que se inicia para que possamos juntos viver o amor, a fraternidade, a tolerância e a paz…

2 comentários:

Anónimo disse...

Eheheheheheeheheheheeheh! Obrigada! Já estou a incluir-me!... Ups!

indigo des urtigues disse...

Continuação de Boas Festas, minha amiga!:)

Bjinhos

Ocorreu um erro neste dispositivo