30 setembro 2008

Loucura...


Se ouvir o silêncio é loucura,
se falar com a alma é insane,
se morrer em pensamentos é macabro...
Sou ser flutuante que viaja na loucura macabra de mim que me ressuscita a cada noite por vazios de um espaço repleto de sentimentos e emoções que em mim se instalam...

18 setembro 2008

Ontem e Hoje...

No teu sorriso encontrei a sinceridade e na tua presença tive a segurança que desejava, no teu conselho segui o caminho certo, dentro dos teus olhos vi uma nova eu reflectida, no brilho da tua face encontrei a verdade no teu abraço aprendi o significado de calor humano, no teu beijo aprendi, conheci um amor que não há igual... e em ti, como um todo... o que é uma companheira, não só por um dia ou uma noite, mas para todo o sempre por toda a minha vida...


hoje... o teu sorriso é sofrido, nos teus olhos já só vejo ausência, o teu abraço vem perdido, o teu beijo queima...


hoje... nesta noite aqui sózinha... penso em ti...

12 setembro 2008

Palavras universais...

Esta música é como uma orquídea... delicada e complexa, de uma fragilidade que toca a alma... ainda assim estas palavras podem ser assustadoras....não as quero sentir nunca...



03 setembro 2008

Poderíamos....

Gostava de te ter aqui agora, dividindo o fresco desta noite que anuncia o tempo das folhas caídas…


podíamos ficar sentadas num qualquer banco de um jardim a sentir a aragem, falando disto e daquilo, coisas sem sentido ou então ficar apenas no silêncio…


eu poderia olhar nos teus olhos e tentar encontrar neles o reflexo da minha alma... o lugar onde te abrigas…

poderíamos…


...não, não poderiamos porque aqui não há banco de jardim nem os teus olhos para olhar…
mas o fresco da noite teima em reinar…
Ocorreu um erro neste dispositivo