07 fevereiro 2008

Aguardo... Pelo meu regresso...


Vagueio pelos escombros da saudade… Estendo a minha mão, esperançosamente até que a vitalidade toque a minha alma…

É doentia esta loucura que se apodera de mim enquanto tudo em meu redor se move a um frenesim constante que me atordoa esta alma vazia enquanto espero…
Renascer, da tua companhia…
Renascer, da tua voz…
Renascer, dos teus pensamentos…
Renascer… Em ti… De ti… Em nós…
Forçosamente soltas ficaram estas linhas… Quero-me de volta…
Somos uma só… Melancolia e Escuridão…

Hoje o dia mostra-se perante mim com dose menor de melancolia e na ausência da minha escuridão, sinto-me o mais vazio ser, incompleto… Seca pela falta de inspiração nas palavras… Morta da ausência de pensamentos…

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo