22 janeiro 2009

Sim e não...

O vazio invade o meu ser... sinto-me perder com as ruas que me invadem...
olho o infinito na esperança de encontrar o lugar, aquele lugar que me vai dar a alegria de ser eu...



Estou perdida em mim, uma rua vazia de incertezas me cerca quando penso... mas não quero ser consciente e sim quero ter a consciência do presente que vivo...

O que sou?
Não sei, porque o nada é indefinido...
sou... não sou... quero... não quero... tenho... não tenho...

O sonho é ainda a fonte da existência...
e quando for pesadelo?

2 comentários:

darkness disse...

"só nós dois é que sabemos..." a armagura do negro nato da alma, da imensa melancolia...

"só nós dois compreendemos..." este sede de ser o todo de alguém, na ânsia de fugir à essencia de nós... a solidão...

Anónimo disse...

quero que isso aconteça, se tiver que acontecer.
quero que isso desapareça, se tiver de o esquecer.
por isso, embora pareça que eu não o esqueça.que o isso padeça na minha cabeça.
é isso que eu quero, mas do isso eu preciso!!!!! e se houver desespero ou "pesadelo",eu espero, não ter nada com ISSO...

Ocorreu um erro neste dispositivo