18 janeiro 2009

Ainda hoje...

Ainda hoje choveu...
mas as lágrimas celestes não tocaram o meu coração, que não se deixa intimidar...
Ainda hoje não vi o sol...
mas os meus olhos não se entristecem pela falta da sua luz...
Ainda hoje o mundo não me sorriu...
mas o meu coração sorriu para ele...
Ainda hoje, bem cedo na manhã enquanto a lua se deitava, olhei o horizonte e pensei...
Ainda hoje...
e esqueço todo o resto...

2 comentários:

Anónimo disse...

belo poema.

sand

darkness disse...

Ainda hoje ouvi o bramido do vento...
Mas o meu coração não cantou...
Ainda hoje senti o frio do tempo...
Mas a minha alma não gelou...

Ainda hoje... Ela sorriu nos meus sonhos...
e esqueço tudo o resto...

Ocorreu um erro neste dispositivo