15 novembro 2005

Tolerância...

Aceitamos por personalidade, que nascemos sujeitos a erros e defeitos, mas será esta a realidade do mundo?...
Procuremos compreender mais, não só com a inteligência, mas também com o coração, porque temos o direito de exigir do mundo que seja outra coisa qualquer, e não apenas o mundo…
É tão belo um dia cheio de sol, como belo é um dia de chuva, ambos existem, cada um como é.

3 comentários:

LuciDo disse...

Minha tolerancia é tão infima que prefiro dizer que não a tenho.
Mas me esforço...

JL disse...

Venho com alguma frequência. Gosto. Hoje, tomei coragem, e deixei pegadas. Há quem diga que a tolerância é sobranceira. De certo modo, concordo. Quando estamos a ser tolerantes olhamos de alto para o outro.
www.o-obervatorio.blogspot.com

blogoexisto disse...

Epá! Gostei muito!
É isso mesmo... a beleza está nas coisas como elas são!
O problema é que, por vezes, só descobrimos isso quando o que "é"... já não "é". Foi!

Ocorreu um erro neste dispositivo