11 setembro 2005

Noite...

A noite desce... vem de longe, lá dos países banhados de sol, onde outros mares, cantam outras cantigas, onde outras estrelas deslumbram outros olhares que não os nossos. E eu, preguiçosa perdida na vastidão do universo, fico pensando... a cor das flores, a sombra das árvores, o alinhamento de ruas e canteiros, tudo se esbate e encolhe. Por cima do erro e de eu estar aqui abre-se de repente, como se a luz do dia fosse um pano de teatro que se escondesse para mim, o grande cenário das estrelas. E então esqueço com os olhos a plateia amorfa e aguardo os primeiros actores com um sobressalto de criança no circo…
aqui vamos para mais uma semana…

3 comentários:

ghost_poet disse...

...coragem...

Edy disse...

A vida é um circo seja ele rico o pobre, onde as crianças conseguem ver as estrelas que nós já não vimos.
A realidade tortura nos no dia a dia!!!!

Beijos minha amiga
petrakant.

Edy disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Ocorreu um erro neste dispositivo