15 janeiro 2006

Trivialismo...

O trivialismo das conversas consome-me... a distância que vai desde a minha relação às insgnificâncias das relações ditas normais é demasiado longa para tentar ainda percorrê-la... o mundo gira apressado, a noite avança lentamente... e cresce a constante ilusão de que algo mudará... mas apenas o tempo muda, pois a paisagem é sempre a mesma...

4 comentários:

Crónicas de Ariana disse...

Concordo que o tempo mude mais rapidamente que as paisagens, mas nem sempre a paisagem é a mesma... em breve novas flores virão, as andorinhas também chegarão e não tardará a ser Verão...

Luísa disse...

Que delícia ler-te...
As tuas palavras entram directamente no meu peito e fazem vibrar a minha sensibilidade.

Um beijo.

Cantinho da pepper disse...

Não será esse trivialismo necessário, para que nos sintamos vivos?

Grace disse...

Olá, há quanto tempo...
Foi a imagem que escolheste que primeiro suscitou a minha atenção. E acaba por ser ela uma boa metáfora para o que desejo que aconteça.
O vento da mudança... uns dias sopra sereno e ninguém nota o turbilhão que anuncia. Imagina todas as folhas nessa fotografia linda a serem atiradas ao ar por uma ventania feroz! Não só ia deixar o céu colorido de todas as cores como assobiaria altivo a sibilante canção da revolução! Que lindo, adoro as tempestades, são fortes e convictas, e deixam a paisagem limpa, depurada, preenchida apenas com as flores mais preserverantes, as que melhor se firmam à Terra. A paisagem vai mudar sim, os ventos de mudança hão-de chegar.

Ocorreu um erro neste dispositivo