12 julho 2009

Ser adulta...

Cada vez menos sei o que é ser adulta…
Depois de toda a infância percorrida é natural sair de casa e criar uma nova família, embora deixando muita coisa para trás, a verdade é que aquelas inseguranças básicas, os medos e aquelas feridas todas que cresceram connosco, em momento algum nos largam...
e mesmo quando pensamos que a vida e as circunstâncias nos irão forçar a nos tornarmos mesmo adultas...
mais altas, maiores, mais velhas…
continuamos umas crianças, a correr no recreio, a tentar desesperadamente encaixar…
Passam os anos e a verdade é que sendo possível amadurecer, é muito difícil conseguir, porque afinal de contas, continuamos a quebrar regras, a fazer birras quando as coisas não correm como queremos, a dizer segredos no escuro aos melhores amigos, nunca deixamos de procurar conforto que desejamos e mesmo contra toda a lógica e experiência que a vida nos vai dando, nunca perdemos a esperança de vir a ser adultas…

1 comentário:

Maria Mel disse...

Olha, eu sou uma criança autónoma com 42 anos!!! Lol

Ocorreu um erro neste dispositivo