03 setembro 2008

Poderíamos....

Gostava de te ter aqui agora, dividindo o fresco desta noite que anuncia o tempo das folhas caídas…


podíamos ficar sentadas num qualquer banco de um jardim a sentir a aragem, falando disto e daquilo, coisas sem sentido ou então ficar apenas no silêncio…


eu poderia olhar nos teus olhos e tentar encontrar neles o reflexo da minha alma... o lugar onde te abrigas…

poderíamos…


...não, não poderiamos porque aqui não há banco de jardim nem os teus olhos para olhar…
mas o fresco da noite teima em reinar…

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo