12 setembro 2006

A lua mais alta agora que os dias vão diminuindo... o vento nas árvores, a temperatura a baixar… mas será que também a esperança de dias de paz enfraquece...

Acredito no amanhã... Acredito na vida e no ser humano...
É verdade que há muito
no mundo para está triste,
mas há muito mais para ser feliz...
Aprendo principalmente a ser solidária, o amor entre os semelhantes é o principal mandamento para o mundo sair do caos que se encontra...

Pensem sobre isso e acreditem na vida...

2 comentários:

lachrimae disse...

Lamento que a minha perspectiva não seja tão iluminada quanto a tua. A crença no ser humano divide-se entre a ironia de pensar nas possíveis mudanças e a aceitação do destino trágico que nos impomos, impondo-nos a este planeta brilhante e outrora saudável.
Quase não partilho a mesma lua que te banha os olhos. Nesta cidade submersa em emaranhados de gentes, uns perdidos na beleza de um primeiro contacto, outros desesperados na sua luta por uma vida finda, a lua que me toca é mais baça, como esta ténue película que me separa da realidade.
a solidariedade não basta

Crónicas de Ariana disse...

Devemos acreditar sempre, estou numa fase da vida que sei que se deve ter sempre esperança.

BJs :)

Ocorreu um erro neste dispositivo