11 julho 2006

Madrugada...

Já alguma vez se encontraram com a madrugada? É aquele instante em que o sono nos abandona… nesses momentos, perco-me entre a realidade e o sonho, num devaneio louco de nunca me saber adormecida ou acordada… é então que passam por mim, pensamentos curiosos com um sem número de ilusões, retratos, pinturas, gravuras que as brumas da mentira desfilam numa tentativa inútil de me acalmar a alma… essa… oscila entre uma paz que não existe e o eterno desconforto da amargura dolorosa mas tranquila…
Lentamente a luz do dia beija-me os olhos desvelados e a partir desse instante, conto com o ocaso e o poente no horizonte para me acalentar, manhãs e tardes observando a vida... na noite, lua, estrelas e nuvens fazem-me companhia numa presença solidária desenhando um novo dia para mim…

2 comentários:

CMatos disse...

Estes encontros são de facto complicados. Hoje por exemplo, estava a sonhar que estava a fazer uma viagem a Moçambique, minha terra natal, com música de fundo e tudo, e tudo estava a correr maravilhosamente bem. Estava a rever os lugares por onde andei... até que acordei e olhei para o relógio despertador (música de fundo) e... 08:45, bolas lá cheguei atrasado ao trabalho!

Bom fim de semana.

Sereia Azul* disse...

É na madrugada que encontro as respostas às minhas dúvidas, decifro mistérios...converso com o meu silêncio.

Uma brisa de mar no teu coração

Sereia Azul*

Ocorreu um erro neste dispositivo