06 novembro 2013

Descobri que não sou feliz...



Fui-me habituando em cada regresso, olhar a paisagem que se mistura à tarde e morre abrindo passagem para noites frias e silenciosas…
A minha vida está quieta agora, parece mais vazia…

Percebo os dias correndo envoltos numa pressa dissimulada, os anos adicionados às rugas finas da minha pele… 
Acompanhei as flores nascendo nos jardins graças a um sol brilhante e agora os ventos cortantes derrubando folhas…

outono mais uma vez...

Sinto que me acostumei a esperar…

Mas eu também quero viver, quero agarrar aquela folha empurrada pelo vento, quero fechar na minha mão um pouco do sol que me aquece…

Quero, enfim, um pouco dessa doçura que a vida às vezes empresta a quem nunca desiste de enfrentá-la e que eu só encontrarei quando me apaixonar por ti…

Sem comentários:

Ocorreu um erro neste dispositivo