09 outubro 2010

Viagem...

Viajo no meu pensamento recordações de horas mágicas vividas, lembro o sol doirado desvanecendo e dando luz a noite, naqueles momentos mágicos harmonias ancestrais beijavam os nossos ouvidos, sombras pintadas nas paredes do quarto diluíam docemente o perfil do teu corpo. Naqueles instantes eu era apenas uma frágil caravela, empurrada pelo vento vagabundo…

Sentia o teu olhar ora descuidado ora desconfiado mas sempre feliz e eu perdia-me no teu ser

Na escuridão completa, conseguia ver bem o teu rosto, no silêncio absoluto, ouvia bem a tua voz.

Finalmente chegávamos à aldeia muda e calma e por ali ficávamos mãos dadas a sonhar, tudo a nossa volta era sentimento, amor e piedade e a noite que caia era alma que subia.

6 comentários:

Mario Pinho disse...

Interessante texto. Fiz uma viagem introspectiva na delicada atmosfera dessa sua profunda descrição.

Saudações, já te sigo!

Abraços!

Daniela Ramos disse...

Gostei, cada palavras tua :') *

AMOR É POESIA disse...

Amei seus textos, mas me parece que vc demora a extravasar suas emoções. Escrever para o mundo é alentar corações.
Parabéns

Cassandra disse...

desculpa a invasão....mas o texto está deliciosos :D

Luciana Figueiredo disse...

Vim, gostei e voltarei... Parabéns pelas lindas postagens... Aparece também no meu: www.lupoesias.blogspot.com
Um grande abraço! Lu

Viriato Sampaio disse...

Me fez lembrar também...
Assim caminhamos, perdidos no amor ....

até mais

Ocorreu um erro neste dispositivo